How To Plan The Perfect Christmas Career Girl Daily - Welcome ao Mês dos Hábitos: Why Habits?
@camillechariere

Nada me deixa mais fascinada sobre hábitos do que observar meus filhos. O cérebro deles é tão elástico, que é relativamente fácil remanejar hábitos ruins. Nos meus 7 anos sendo mãe de 3, o que pude observar é que se não é está fácil quebrar algum hábito, é porque tem algo mais ali, algum sentimento envolvido no hábito, tipo medo ou insegurança. Confesso que as vezes penso como seria se eu tivesse alguém sendo the boss of me para me dizer o que fazer para quebrar os meus hábitos ruins. Pode imaginar? Rosa, vamos, vamos vamos que você está atrasada para sua aula na academia, tudo para quem sabe ganhar um sorvete no fim do dia ou no meu caso, um pão de queijo com uma coca-zero.

Eu realmente queria ter dentro de mim o impulso de levantar e ir para academia. Porque não nasci assim? Dizem que é preciso criar recompensas positivas para tornar uma ação um hábito. Meu cérebro deveria fazer isso pra mim sozinho: rosa vai fazer ginástica > cérebro da rosa gera recompensas deixando a rosa feliz > rosa gosta de ser feliz > rosa vai fazer ginástica. But that my friends, não é a realidade. Ela é mais ou menos assim: corpo da rosa implora por exercício > rosa faz ginástica (uns 20 minutos de melissa wood health) > cérebro da rosa não para de pensar nos 20 minutos de ginástica em todas as coisas que a rosa precisa fazer e ela fica ansiosa porque não tem onde anotar porque está na ginastica e ela não vai se boicotar, not today > rosa se irrita com o cabelo no rosto e a barriga flácida de 3 filhos, 2 partos, incluindo gêmeos > rosa está suada e irritada > corpo da rosa agradece e o cérebro fica cansado > rosa esqueceu tudo que pensou durante a ginástica > daqui 1 mês a rosa volta.

Como mudar esse ciclo? É fascinante saber que tenho poder sobre o meu cérebro, que eu estou no comando. E é super desafiador ter o drive para mudar o que está incomodando e que depende só da gente. Hábitos são de fato a ferramenta para você se tornar quem você quer, a parte desafiadora é não sonhar tanto (OK, contraditório, mas objetivos precisam ser realistas para fazerem sentido, a dica é não desistir dos sonhos grandes, mas quebrar eles em sonhos pequenos enquanto você corre atrás do grande).

Not easy mate.

Esse mês no Lolla vamos falar sobre hábitos. O que precisamos para construir os bons, ferramentas e práticas para se livrar dos maus, positividade toxica, wellness culture e muito mais.

Deixe nos comentários sobre o que você gostaria de ler sobre esse gerador de ansiedade, seu melhor companheiro que você ainda não tem. Fear not, how can we help?

Happy habits month!

by Rosa Zaborowsky

Editor & Founder of Lolla.

0 Comments

POST A COMMENT