Trick or Treat

Paula Trombini

Eu fui uma adolescente dos anos 2.000. E esse revival da moda dessa década é puro acalento no meu coração. Eu acho a nostalgia um sentimento muito gostoso de ser vivido - quando em equilíbrio, of course. (Esse sentimento pode ser bem trick or treat) Mas não é sobre isso que vim falar hoje...

Esses dias me peguei lembrando de uma cena de um professor de geografia, explicando sobre globalização. Essa cena vem com frequência na minha memória. Foram tantas aulas sobre isso, tantas redações escritas… Eu me lembro da explicação básica e resumida: o mundo todo falará uma só língua e reconheceremos marcas e coisas em qualquer lugar do mundo que estivermos. Naquela época, era difícil imaginar e ficava tudo muito no âmbito da teoria, já que a internet também estava começando e eu ainda não conhecia o mundo do jeito que eu conheço hoje.

Me lembro que quando eu pisei no Vietnam pela primeira vez, há 6 anos atrás, me deu um quentinho no coração quando eu vi McDonald 's e Starbucks. Pensei: acho que vou sobreviver. E pronto, de novo o professor de geografia ( Marquinhos o nome dele) na minha cabeça. Era isso que ele queria dizer, né? Tá eu sei que isso é uma pontinha no quase iceberg que é a globalização mas pra mim, naquele momento era isso e só isso.

Como eu moro do outro lado do mundo, eu penso demais nesse assunto. A Ásia é tão diferente do ocidente mas já é parecida em muitos aspectos, principalmente as pessoas e as idéias delas. É uma loucura. Me pego sempre pensando como devia ser esse lado do mundo nessa década em que eu escrevia as redações e também, como será que vou contar o que eu vivo hoje daqui 20 anos.

Essa semana é semana de Halloween. Data super comemorada no hemisfério norte a ponto de ganhar até um feriado por lá. Eu abro minhas redes sociais e meus amigos do mundo todo estão postando o mesmo tema e eu acho isso o máximo. Ver os meus amigos no Brasil comemorando a mesma coisa que o meu vizinho em Bangkok me dá um sentimento de pertencimento, sabe? Acho que eu ganharia "estrelinha" do professor Marquinhos em entender o conceito da globalização depois dessa reflexão...

Essa semana eu to só good vibes e não vou entrar no âmbito que isso pode ser ruim pra identidade local qualquer que ela seja. Se fantasiem mesmo. Comam muito doce. Não tem problema nenhum que no Brasil o valor cultural dessa data não é o mesmo que nos Estados Unidos e nem que não tem o mesmo peso. Afinal, é tudo nosso.

HAPPY HALLOWEEN FOLKS!

XX

P.

Image: Pinterest

Share this story

Comments Expand -
Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.