caleb russell ykZ KAh2fZI unsplash 1200x1500 - Things You Should Know: O Que Está Por Trás da Pressão Estética
Pinterest

Você já se deu conta da quantidade de conteúdos que você consome por dia? Ou melhor, já parou para refletir em qual proporção esses posts ou stories do Instagram modelam a sua forma de pensar? Faltando um dia para junho acabar, venho fazer uma última reflexão sobre o tema do mês do Lolla: self-respect. 

Fiz um exercício rápido de observar quanto tempo gasto com o celular e pasmem-se: Meu daily average é de 6h45min navegando pelos aplicativos. Yes, shocking. Só com esse dado eu já concluo que certamente sofro uma influência do que vejo na minha telinha – mesmo que inconsciente. 

Mas eu gostaria de ir além:

Como nós, mulheres, estamos sendo pressionadas esteticamente por essa imersão cada vez mais profunda nas redes?

Bom, talvez entender que de fato estamos sujeitas a sermos influenciadas pelo o que vemos nas mídias seja o primeiro passo para entender que nem tudo que está na internet é real. Peles sem rugas, barrigas chapadas e rostos sem marcas são, em grande parte, frutos de um bom ângulo, de um filtro escolhido ou até mesmo do uso de Photoshop. 

Essa busca incansável pela perfeição afeta não só a própria pessoa, mas todos ao redor, todos que consomem aquele conteúdo. Como a tal da Lipo LAD, que se tornou algo tão banal no mundo dos influencers que uma mudança tão brusca no corpo parece ser só mais uma massagem linfática semanal. 

E não que fazer plásticas e procedimentos estéticos seja errado. Na verdade, eu acredito que se algo está nos incomodando – mas que esse incômodo seja interno, e não algo que a sociedade está nos pressionando – temos que fazer mudanças mesmo. Mas é necessário ter um pouco mais de responsabilidade com o que fazemos com nosso corpo, com o nosso templo. 

E essa é a fórmula – nada mágica, mas um pouco complexa – para aplicar o seu self-respect no dia a dia: ser responsável consigo mesma.

E se você quiser uma ajudinha para lidar com essa auto responsabilidade, aqui estão algumas dicas de como ter certeza de que você não está caindo em mais uma pressão estética: 

Como não cair em pressões estéticas

1. Quais são os motivos para eu querer mudar? 

Tenho motivos suficientes para fazer uma mudança no meu corpo? Liste cada um desses motivos e veja se são suficientes para você seguir em frente com essa decisão.

2. Sempre tive o desejo de fazer esta cirurgia estética ou é apenas algo momentâneo?

Esse meu desejo é algo recorrente? Há tempos penso em mudar? Lembre-se que uma cirurgia estética envolve muitos aspectos físicos e psicológicos. Seja cuidadosa com você e com a sua decisão.

3. O que eu estou mudando em mim, é por mim mesma ou pelos outros? 

Acredito que esta seja a pergunta mais importante. Por quem você está mudando? Você não gosta dessa parte de você porque você realmente não se sente bem com ela, ou porque você viu nas propagandas e anúncios que do seu jeito não é bonito? Enfim, é extremamente necessário que você entenda se essa mudança é exclusivamente por você, ou se é para agradar terceiros.

4. Eu serei mais feliz com a minha decisão?

Vale a pena eu submeter meu corpo a esses procedimentos? Eu vou estar mais feliz? Se sim, que bom!

Em um mundo rodeado de imediatismos, parar para pensar e refletir um pouco sobre nossas decisões pode nos ajudar a não nos arrependermos ao longo prazo. Porém, se suas respostas condizerem com a realização de uma cirurgia estética, go on, girl!

 

(Photo by Caleb Russell )

LEIA TAMBÉM:

4 Dicas Para Parar de Querer O Que Você Não Tem

Opinião: Onde Erramos na Cultura Brasileira que Gera Tanta Violência Contra a Mulher?

by Giullia Capaldi

Estudante de jornalismo, técnica em multimídia e entusiasta de uma light life.

2 Comments

POST A COMMENT