Que livro você está lendo?

 

que livro voce esta lendo lolla - Que livro você está lendo?

Todas as férias eu volto para o mesmo lugar. Empolgadíssima com os milhares de livros e historias incríveis que tenho para ler naquele ano. Atualizo meu Good Reads (é uma rede social pra você pegar recomendações de livros, ler reviews, ver o que os outros estão lendo e acompanhar as suas leituras), coloco minha meta de livros do ano (para 2019 minha meta era de 12 livros, li 8) e leio alguns livros logo nas primeiras semanas de Janeiro. Depois a minha rotina volta, fico exausta demais para ler um livro na hora de dormir e quando eu vi fico 2/3 meses sem ler nenhum livro. Percebo que tem algo me incomodando, provavelmente é porque eu não to parando para relaxar e não to desligando o celular como gostaria.

Eu sou um pouco binária para hábitos, e sempre achei que livros = lazer, então não deveria ler ao longo do dia. Deveria estar trabalhando ou com as crianças, as minhas duas prioridades, e não lendo. Uma ficha caiu recentemente que essa regra não faz sentido com o meu estilo de vida. Não tenho um trabalho tradicional em uma empresa burocrática, eu faço meu horário e posso trabalhar/ler/brincar com meus filhos a hora que for melhor pra mim e pra eles. Então decidi que vou usar esse privilegio e me permitir ler durante a semana a hora que eu quiser. Ler um livro faz parte do meu trabalho, ainda tenho isso a meu favor.

2020 books

A minha meta deste ano é ler 20 livros em 2020. Estou no terceiro e ainda estamos em Janeiro. Acho que não vou conseguir ler três livros por mês nos outros meses do ano, mas se eu me esforçar eu consigo ler dois. Considerando que alguns meses eu vou falhar, 20 livros me parece bem possível.

Os 20 livros que eu quero ler este ano

Currently reading

Estou terminando Cidade das Garotas, da Elizabeth Gilberg. Uma historia deliciosa, de uma garota que foi morar em NY nos anos 40. Eu adoro a Elizabeth e o seu espírito livre. Ler os livros dela me deixam mais próximas a ela, parece que tenho uma amiga ousada, um tipo de pessoa que eu não convivo na vida real. E adoro isso. Li no começo do mês Paris é uma Festa, do Hemingway e senti muito por não ter morado em Paris nos meus vinte anos. Li um outro livro sobre linguística e o próximo da lista é o Momento de Voar, da Melinda Gates, sobre empreendedorismo feminino.

Next

1 e 2. Sapiens21 Lessons for the 21st Century by Yval Noah Harari – to atrasada nesses dois livros que falam sobre humanidade, must read para quem gosta do cotidiano e de entender sobre evolução, sociedade, relacionamentos interpessoais e o que buscamos, de verdade, nas relações. 

3. An American Marriage Tayari Jones. Sobre um casal de negros americanos e as injustiças da vida.

4. A Gentleman in Moscow by Amor Towles. A vida de um homem que é obrigado a viver dentro de um hotel de luxo em Moscow, em prisão domiciliar, e partir disso constrói uma nova vida, com propósito.

5. Love the One You’re With by Emily Giffin – um chick lit para a lista, que fala sobre as escolhas e questionamentos do casamento.

6. Such a Fun Age by Kiley Reid – Um historia sobre uma baby sitter negra e a relação dela com os donos da casa onde ela vai trabalhar. Sobre privilegio e raça. É o livro de Janeiro do book club da Reese Witherspoon e bem representativo da fase de vida que a gente está (eu e o Marcos) lidando com filhos pequenos, babás e privilégios.

7. Breakfast with Socrates: An Extraordinary (Philosophical) Journey Through Your Ordinary Day by Robert Rowland Smith – ” I was hoping to walk away learning a bit more about actual philosophical concepts and famous philosophers, but instead felt like I was listening to a person who just smoked a bowl and started having random existential conversations with me in some dark corner of a house party.” Quero ler por causa desse review que li no Good Reads, by Natacha Maree.

8. Nothing to See Here by Kevin Wilson. Toddlers, twins and fire – tenho todos os argumentos para ler esse livro.

9. A Man Called Ove by Fredrik Backman. É sobre um homem solitário e ranzinza que acaba cedendo ao afeto dos novos vizinhos deixando a vida mais leve. Me lembrou o vizinho da Kate de This is Us. Vai virar filme com o Tom Hanks, quero ler antes disso acontecer.

10. Maybe You Should Talk to Someone: A Therapist, Her Therapist, and Our Lives Revealed by Lori Gottlieb. Foi recomendado por tanta gente, e envolve conversas sobre a vida com terapeutas. Eu poderia ler este livro para sempre.

11. All the Light We Cannot See by Anthony Doerr. A história de uma menina cega francesa e um garoto alemão que tem suas vidas cruzadas na França, na época da Segunda Guerra Mundial. Que ironia ser cega na cidade luz, não?

12. Educated by Tara Westover. É um memoir, que conta a história da Tara vivia isolada com sua família Mormon em uma montanha em Idaho, sem nunca ter recebido qualquer tipo de educação. Ela resolve aprender sozinha e acaba ganhando o mundo. É a historia de como você pode se “autoinstruir” mesmo sem ter tido uma base para isso e o preço que se paga quando você se distancia demais da sua família, intelectualmente. Uma parte do review do Bill Gates sobre o livro: “I’ve always prided myself on my ability to teach myself things. Whenever I don’t know a lot about something, I’ll read a textbook or watch an online course until I do. I thought I was pretty good at teaching myself—until I read Tara Westover’s memoir Educated. Her ability to learn on her own blows mine right out of the water. I was thrilled to sit down with her recently to talk about the book.” Se você é um pouco como eu, é curiosa o suficiente para ir atrás de como as coisas funcionam e a apreender por conta propria, deve ser uma das melhores leituras da vida.

13. Sobre os ossos dos mortos by Olga Tokarczuk. Comprei ano passado, sem saber muito sobre ele. A autora ganhou o prêmio nobel de literatura, to curiosa para saber o que vai ser. A Kanucha está lendo, vamos aguardar o que ela fala sobre o livro no Projeto Sofia.

14. Os Irmãos Karamazov by Fyodor Dostoyevsky. Da lista dos livros atrasados que deveria ter lido há anos atrás, incluindo todos os Dostoyevskys.

15. Crime e Castigo by Fyodor Dostoyevsky. Pelo mesmo motivo. Faz parte da lista dos meus clássicos.

16. I Know why the Cage Bird Sings by Maya Angelou. Autobiografia da Maya Angelou, uma das autoras mais inspiradoras e que teve um forte comeback nos últimos anos. Provavelmente por causa do #MeToo Movement e a pauta sobre raça e gênero, que precisa ser debatida todos os dias até deixar de ser um debate.

17. Little Fires Everywhere by Celeste Ng. Esse livro apareceu nas listas de livros das minhas pessoas favoritas da Instagram nos últimos dois anos e não sei porque enrolei tanto para ler. Vou tentar organizar para ler no primeiro semestre, para não ficar com um gap de leitura maior ainda. Sobre a vida no subúrbio americano, naquelas casinhas iguais em que todos terão um futuro mais ou menos parecido com os dos seus pais. Até que não mais.

18. Eleanor Oliphant Is Completely Fine by Gail Honeyman. E este também. Sobre a vida de uma mulher que limita a sua vida gastronômica a pizza congelada e o contato com pessoas a telefonemas com a sua mãe. Para o livro em português, clique aqui.

Que livro você está? Já leu alguns desses da minha lista? Deixe uma dica nos comentários. 

P.S. 4 livros que eu estou lendo no momento and Book Crush: Como me Organizei para Passar Mais Tempo com Meus Amados Livros

 

 

Rosa Zaborowsky

by Rosa Zaborowsky

Editor & Founder of Lolla.

Comentários

  1. Oi Rosa, tudo bem? Li vários da sua lista e todos eram muito bons. O melhor foi o Educated, livro sensacional, imperdível!!!

    • Legal saber, adorei. Não sei por onde começar, soube hoje que Normal People vai virar filme. Se o filme sair, mesmo sem eu ter lido o livro, perco o interesse. Pareço estranha?

  2. Crime e castigo eu já tentei, tentei e desisti. Sou louca pra ler Paris é uma festa! 🙂 Adorei. O da Melinda tb está na minha estante, esperando p ser lido 🙂

    • Você vai AMAR Paris é uma Festa, amar. Eu lino Kindle, amei tanto que vou comprar impresso e guardar para as crianças lerem daqui alguns anos.

  3. Li “Maybe you should talk to someone” e amei. Estou lendo agora “Talking to Strangers”, interessante tbm!

  4. Esse ano eu Li o da Suzane: Meu ano de descanso e Relaxamento; Eu, Eu Mesmo e Minha Selfie… e agora estou lendo Batalha de Versalhes. Da sua lista, eu quero ler Dostoiévski… Boa leitura!

POST A COMMENT