Pets da Quarentena: Conheça a Agnes, a Gata Adotada da Bia Zuquim

pet quarentena gata bia agnes lolla 2020 - Pets da Quarentena: Conheça a Agnes, a Gata Adotada da Bia Zuquim

Há alguns dias vi uma reportagem falando sobre o aumento do número de adoções de animais nos Estados Unidos. Realmente, em épocas extraordinárias e fora da curva como a que estamos vivendo, ficar em casa com a companhia de um pet pode ajudar (e muito) a não nos sentirmos tão sozinhos. Moro com os meus pais, então não estou 100% all by myself, mas também tenho a sorte de ter uma gatinha linda e doce chamada Agnes que tem contribuído muito a deixar os dias mais leves. Acredito muito nos encontros da vida e que ela tinha que ser minha, por isso, quis compartilhar nossa história com vocês!

Antes da Agnes, tive outra gatinha chamada Teka (eu não era muito criativa com nomes quando era menor), mas ela teve um problema renal e a perdi no final de 2016. Fiquei arrasada e disse que não queria mais nenhum animal em casa. Foi bem sofrido e não queria me apegar novamente a nada que pudesse causar essa dor de novo. However, por mais que soe clichê, a vida realmente nos surpreende nos detalhes e das formas mais inesperadas.

COMO ADOTEI A AGNES

Um belo dia em meados de Abril de 2017, minha mãe pediu para que eu a acompanhasse até um cartório no Morumbi. Totalmente fora de mão, conto nos dedos as vezes que fui para esse lado de SP. Chegando lá, nada novo sob o sol, uma fila quilométrica que nos renderia 1 hora ou mais de espera. Foi tudo tão rápido que quando lembro nem acredito. Estava sentada, prestes a ser chamada, quando vi que uma amiga tinha me marcado em uma publicação no Facebook. Quando entrei, era um post de uma menina que tinha acabado de achar uma gatinha embaixo da roda de um carro em uma avenida super movimentada. Na descrição, a menina dizia que ela parecia bem mas que não poderia ficar com a minha pequena futura Agnes.­ Resumo da ópera? Fui para o cartório e voltei com uma gata para casa rs. A avenida era do lado de onde eu estava e assim que peguei a Agnes no colo, não consegui mais soltar. Ela era um fiapinho, estava muito assustada. Confesso que parecia um ratinho de tão magrinha e pequena.

Engraçado que sempre me achei um pouco supersticiosa. Por exemplo, se estou andando na calçada e tem uma escada na minha frente, dificilmente vou passar por baixo dela. Agora me digam, quando eu poderia imaginar que teria uma gatinha preta e que eu a amaria tanto? Agnes é a alegria da casa, brinco que é uma gata com alma de cachorro. Meu verdadeiro amuleto da sorte!

Agora quero saber de vocês! Como pegaram seus pets? Me contem nos comentários!

 

Beatriz Zuquim

by Beatriz Zuquim

POST A COMMENT