Wondering: Quais São Seus Pensamentos Sobre Climate Change?

14 Pequenas Coisas que Fazem uma Grande Diferença para o Climate Change

ACS 0911 783x1024 - Wondering: Quais São Seus Pensamentos Sobre Climate Change?

Quais são seus pensamentos sobre Climate Change? Você pensa nisso todos os dias ou só quando notícias difíceis de digerir te atingem?

A cena das famílias na Austrália ajudando os coalas selvagens, em especial de um coala abraçando uma mulher que ajudou ele a se salvar do fogo em Janeiro. Heartbreaking and beautiful at the same time. 

Mês passado assisti o documentário do Sir David Attenborough, A Life on Our Planet, da Netflix. O ambientalista inglês tem uma voz doce e uma postura tão cativante, que me peguei inclinada para chegar mais perto dele na TV como se Sir David estivesse na sala da minha casa, passou a vida estudando e produzindo conteúdo sobre o nosso planeta Terra. A mensagem principal do documentário é que ainda dá tempo de salvar o planeta e essa esperança é o que move os grandes pensadores e os mortais como eu, o tal do something to look forward que é tão importante pra mim.

Ando pensando bastante nisso e fui atrás de atitudes realistas que podem ser incorporadas no nosso estilo de vida e aqui cabe cada um a julgar o seu.

14 Pequenas Coisas que Fazem uma Grande Diferença para o Climate Change

  1. Encher os pneus. O ideal para a funcionalidade e preservação do seu carro e pneus é calibrá-los uma vez por semana, ajuda a manter o alinhamento, balanceamento e estabilidade (who new!?) Mas além disso, otimiza a relação quilometragem por litro de combustível, ou seja, gasta menos e anda mais. E mais, manter as revisões do seu carro em dia por si só já otimiza todo o funcionamento do veículo, economia para você e menos emissão de gases geradores do efeito estufa.
  2. Coma a comida que você compra. A dica é ir para o supermercado com o menu da semana planejado, ou pelo menos uma ideia dele. Comprar com mais controle vai reduzir o consumo e a quantidade de comida que você joga fora.
  3. Recicle seu armário doando/vendendo/comprando 2nd hand. Eu estou sempre fazendo limpeza no meu armário, doo 95% das coisas e vendo algumas poucas. E sempre que eu quero comprar alguma coisa cara, que seria um investimento, procuro primeiro em 2nd hand shops, como o Etiqueta Única, The Real Real e o Vestiare Collective, ou no armário da minha mãe.
  4. Simplifique. Compre e consuma menos, em todas as áreas da vida. Quando você estiver com vontade de comprar, dê uma chance para encontrar algo mais legal esperando alguns dias.
  5. Leve suas sacolas ao supermercado. Aqui não tem argumentos.
  6. Vote. Na hora de votar, faça uma pesquisa eficiente sobre candidatos que levantam a sua causa.
  7. Unplug. Sabia que o carregador ligado na tomada consome energia, mesmo se o seu celular não estiver conectado?
  8. Reduza o consumo de água. Isso é bem óbvio, mas acho que tem gente que ainda escova os dentes e lava o rosto com a água escorrendo.
  9. Reduza o junk mail. As servidoras de email armazenam todas as mensagens de cada uma de suas contas em espaços físicos, esses locais consomem uma enorme quantidade de energia. Algumas ferramentas ajudam a eliminar emails indesejáveis. E faça um esforço também, para reduzir papéis e correspondências, peça boletos por email e tente não levar sacolas de lojas para casa.
  10. Separe o seu lixo, sempre. A partir do momento que você começa a separar o seu lixo em casa, naturalmente não consegue deixar de fazê-lo. Simplesmente porque percebe que a grande maioria do lixo que produzimos é material reciclável, você acaba com uma lixeira bem grande de recicláveis e o lixinho da cozinha dá conta dos seus orgânicos. Apenas olhar aquela pilha de lixo e pensar que ele pode ou ser reprocessado e reutilizado ou ir para um aterro – quando não diretamente para rios e oceanos – e demorar mais de 500 anos para ser degradado (ex: garrafa de plástico), e se dar conta de que seus hábitos são determinantes nesse destino, passa a ser fácil tomar a decisão correta.
  11. Eduque e conscientize as crianças. Dê um bom exemplo aos seus filhos, converse sobre o porquê de não gastar água ou luz, peça ajuda para eles ao separarem o lixo e explique porque devemos fazer isso. O que eles virem como hábito em sua casa, vão provavelmente repetir ao longo da vida.
  12. Compre de produtores locais. Sempre que puder, prefira comprar seus alimentos frescos de produtores locais. Como no Brasil a grande maioria do transporte de carga é feito por caminhão, temos que lembrar que, pelo uso do combustível fóssil, esta logística gera uma emissão de CO2 significativa, e quanto mais pudermos evitar, melhor. Além disso, o estímulo da economia nos mercados locais é super importante para a sustentabilidade das regiões.
  13. Reveja alguns critérios ao fazer investimentos. Hoje em dia as possibilidades de investimentos em diferentes áreas de atuação são abundantes, ao ponto de você poder sim ser mais criterioso e ainda ter o mesmo retorno financeiro, ou até maior. Criterioso no sentido de não pensar apenas no retorno financeiro, mas sim se o empreendimento ou investimento que pretende fazer está alinhado com os seus ideais de preservação. Por exemplo, já há uma organização de bancos abrangendo vários países que consideram aspectos sociais, éticos e ecológicos – além dos financeiros, claro – das empresas antes de investir as economias de seus clientes nelas.
  14. Embalagens refil. Sempre que puder reutilize embalagens. Há empresas de produtos comuns do dia-a-dia, como sabonete líquido e maquiagem entre outras, que oferecem a possibilidade de refil. Você contribui dando maior tempo útil para os produtos que estão em bom estado e pode ajudar na diminuição na produção de embalagens, e consequentemente dos gastos com água e energia, que são significantes em qualquer processo produtivo.
Rosa Zaborowsky

by Rosa Zaborowsky

Editor & Founder of Lolla.

POST A COMMENT