Helena Testou o Perfume Sólido da Jo Malone

Sabia que é a melhor opção para quem sofre de alergia mas não quer abrir mão de usar perfume?

IMG 2011 768x1024 - Helena Testou o Perfume Sólido da Jo Malone

No post sobre compras em julho, eu comentei que comprei um par de óculos escuros para ajudar a amenizar minha alergia ocular. Outros hábitos me foram sugeridos para melhorar minhas alergias, como trocar a maquiagem, especialmente a dos olhos; dentre várias dicas, teve uma que à princípio achei bem curiosa: trocar o perfume convencional pelo perfume sólido.

Segundo minha médica, o que provoca mais a minha reação alérgica é ato o vaporizar o perfume. Bom, eu fiquei com esse pensamento na cabeça… afinal, não é uma coisa comum no Brasil usar perfumes sólidos. Então resolvi fazer uma pesquisa e dentre as opções que encontrei fiquei entre: Jo Malone, Chanel e alguns artesanais, estes últimos infelizmente eu não teria a chance de experimentar pessoalmente neste momento por conta da pandemia. Perguntei para algumas pessoas próximas e as respostas foram unânimes: “Não achei que o sólido é melhor”, ou então “Achei bem fraquinho e ele some depois”… Enfim, como a pesquisadora que sou, resolvi ir mais a fundo sobre as opções e os temas.

Pode parecer fútil tanta procura por um perfume durante uma pandemia, mas eu estava há meses sem, e senti que precisa de um cheirinho acolhedor, estava me fazendo falta. Eu sou uma pessoa que associa muito perfumes com experiências, como você pode ver neste texto, sendo assim, resolvi aproveitar que estaria quietinha em casa para experimentar esse novo tipo de perfume.

Vi muitas críticas quanto à projeção e duração do perfume sólido na pele, seja da Jo Malone, da Chanel ou de qualquer outro. No Brasil só vi reclamações, nos EUA vi inclusive uma blogueira reclamando e falando que chegou a ir à loja da Jo Malone devolver o que havia comprado. Tirei um tempinho e resolvi pesquisar mais a fundo… Sentei na frente do computador, pesquisei por perfumes sólidos e abri milhares de marcas diferentes, masculinos e femininos…  Vi vídeos no YouTube, li inúmeras reviews, enfim, pesquisei!

Cheguei à conclusão de que a melhor opção seria comprar a paleta da Jo Malone com duas fragrâncias para que eu pudesse experimentar duas essências diferentes. Abri o site britânico da marca e fiquei lá por um tempinho lendo as reviews de quase de todas as essências que eles disponibilizam na versão sólida, apenas algumas fragrâncias da marca estão disponíveis nessa versão. Muitas pessoas elogiavam a fixação, dizendo que durava bem mais na pele do que o perfume normal. Resolvi arriscar.

Escolhi duas essências: English Pear and Freesias e Lime Basil Mandarin. Eu já conhecia as duas e sabia que gostava. Mesmo preferindo Peony and Blush Suede, optei pela Lime Basil, por ser mais fresca. No mesmo período em que fazia a pesquisa, para a minha alegria, acabei ganhando a paleta da marca de presente de aniversário, capaz de armazenar até duas fragrâncias diferentes. E qual não foi a minha surpresa ao receber os produtos e sentir que o perfume sólido é extremamente diferente do normal. Senti as essências mais projetadas e mais reais. Pelo que aprendi nas minhas buscas, o perfume sólido é a “versão pioneira do perfume” e por estar na cera, acaba por realmente ter a sua essência mais concentrada.  Sendo assim, como eu senti, a essência é MUITO mais forte, não consegui ficar com o Lime Basil Mandarin porque ainda no envelope, sem abrir, eu já achei absurdamente enjoativo, e olha que esta é uma das fragrâncias que eu adoro, por ser bem leve.

Outra coisa que eu aprendi é que tem lugar certo para aplicar o perfume. Não é como na versão líquida, que a gente borrifa e o perfume fica. Perfume sólido no pulso, por exemplo, nem pensar, é como se ele “não aderisse”. Aprendi que para melhor proveito, o ideal é passar na dobrinha do pescoço, atrás das orelhas e na dobrinha interna do cotovelo, o que sobra no dedo passo nas pontinhas do cabelo.

Para mim, a melhor parte do perfume sólido é que eu não espirro após passar, rsrsr! A projeção é incrível, quando passo realmente sinto o meu perfume. Acabou aquela história de que todo mundo sente meu perfume menos eu! Eu sinto o cheirinho dele no quarto todo, mesmo ele estando no estojo dentro do armário.

Apesar de ter pedido para trocar o Lime pelo Peony, ainda estou a espera pois há falta de estoque do produto. Na realidade, a constante falta de produto em estoque é uma coisa que me preocupa para uma possível substituição no futuro. Outra coisa que me incomodou foi que a versão brasileira da paleta não vem com saquinho, o que seria ótimo para sua proteção ao transitar com ela na bolsa. A paleta é pesada, mas não é um peso que incomoda, já a carreguei comigo na bolsa – adaptei com um outro saquinho que tinha e foi ok. Minha avaliação final é que foi um bom presente e me ajuda muito nas épocas de crise alérgica. Meu conselho: pesquise bastante antes de fazer a compra, apesar de eu mostrar o meu ponto de vista positivo, talvez ainda não seja a melhor opção para você. Pesquisar e nos conhecer é fundamental para fazer uma boa compra e não se arrepender depois. 

P.S. Seu perfume te define? and My favorite colognes: Meus perfumes do momento, até eu enjoar. O que provavelmente vai acontecer.

Helena Vilela

by Helena Vilela

POST A COMMENT