Entrevista: Sharon Hayfaz, da Nuó, uma marca Charmosa de Acessórios de Cabelo

use nuo lolla acessorios cabelo 768x1024 - Entrevista: Sharon Hayfaz, da Nuó, uma marca Charmosa de Acessórios de Cabelo

Conheci a Nuó, uma marca de acessorios super charmosa e feminina, no meio da pandemia. A internet tem dessas coisas, ninguém melhor do que um algoritmo para te aproximar daquilo que tem a ver com você, porque ninguém conhece mais você do que o time de engenheiros de Silicon Valey. Por mais creepy que pareça, é assim que funciona se você quer existir online. A Sharon me mandou alguns produtos para eu conhecer, e como dona de uma cabeleira expansiva, as tiaras não couberam (foi um choque descobrir que minha cabeça pode ser o problema). E para a minha supresa, voilà… não demorou muito para chegarem novas tiaras em casa, que pareciam ter sido feitas sob medida (não me lembro de ter passado a circunferência da minha cabeça) e mesmo assim elas ficaram perfeitas. E de bônus, veio esse laço feito exclusivamente pra a minha pessoa – já posso dizer que tenho o modelo de um laço de cabelo feito para mim.

Bati um papo com Sharon sobre empreendedorismo e lifestyle, leia abaixo:

Q. Como foi crescer a marca praticamente no meio de uma pandemia?

A Nuó nasceu lá no final de 2018, já no universo digital. No primeiro momento nossos canais de vendas eram o Instagram e WhatsApp, mas com o caminhar crescente e o desejo de escalar o negócio, sentimos a necessidade de lançar o e-commerce (o que sempre foi o meu desejo). Digo isso pois essa foi uma vantagem, não tivemos que passar pelo processo de digitalização durante pandemia, o que foi um grande desafio para muitas empresas, a Nuó já era digital. Mas não foi tão simples assim, em alguns sentidos tivemos de nos reinventar, como readaptar o nosso conteúdo contextualizando com o cenário atual. Como marca era nosso dever nos posicionar, mostrar empatia e respeito à essa crise tão inesperada. Logo no início de março eu enxergava 2 cenários em relação ao negócio: ou as vendas iriam cair drasticamente ou, pelo fato das pessoas estarem mais conectadas e consumindo mais conteúdo online, as vendas iriam aumentar. Não estávamos preparados para nenhuma das opções, claro que a segunda era positiva, mas o “risco” era ficar sem estoque devido à capacidade produtiva limitada, o que acabaria, causando uma frustração no consumidor. E foi isso o que aconteceu! Pelo fato citado acima e por um conjunto de outros fatores, como mudanças de estratégias, tivemos um crescimento significativo, muitos produtos foram esgotando, a matéria prima também, e como muitos fornecedores estavam fechados não pudemos comprar para produzir dentro dessa nova demanda. Como nosso produto é feito à mão, exige um tempo de produção e cuidados para que fique com o acabamento impecável, então aos poucos, praticamente a cada semana, estamos reabastecendo nosso estoque e aumentando a produção para atender à nova demanda e sair desse ciclo.

Screen Shot 2020 09 16 at 1.46.46 PM 819x1024 - Entrevista: Sharon Hayfaz, da Nuó, uma marca Charmosa de Acessórios de Cabelo

Q. Foi o que aconteceu né? Todo mundo querendo melhor a aparência no Zoom. O que vocês aprenderam com isso? 

Por mais clichê que seja, é aquela história de se reinventar e se adaptar. Nossa ideia sempre foi criar um produto versátil e que pudesse transitar em diferentes universos. Não foi diferente na pandemia. Mesmo em casa, o acessório de cabelo é um grande aliado da mulher. Ele dá aquela enganada nos famosos bad hair days, é perfeito para deixar o visual mais interessante nos calls, prender as madeixas para praticar exercícios físicos com conforto e também na cozinha – onde muita gente se aventurou nas receitas durante a quarentena – , além de estar presente na rotina de skincare para dar uma segurada nos fios que ficam caindo no rosto (com os hair clips, aquelas presilhas de maquiadores profissionais que não marca a franja, super difíceis de encontrar, agora tem na Nuó). Queremos levar graça e charme para o dia-a-dia das mulheres e foi muito bacana cumprir com isso em dias de incerteza. Nossos acessórios dão um toque de autoestima, me fez assimilar esse cenário atual com o “lipstick index”, que explica por que as mulheres tendem a consumir mais produtos de beleza em tempos de crise.

Q. Vocês entraram em um segmento supersaturado, o de acessórios. Mas a NUÓ já chegou se destacando. O que acha que fizeram de diferente? 

No início a Nuó era uma marca de lenços e panneaux, toda a ideia era entregar um produto que contribuísse com a criatividade e autenticidade da mulher, visto que a partir de um nó diferente o lenço se reinventa e pode ser transformado em diferentes produtos. Foi uma ideia que surgiu durante um almoço entre amigas com vontade de empreender. Nosso caminhar foi muito natural e espontâneo, na época eu ainda trabalhava em uma startup e cuidava da Nuó em paralelo, mas sempre levando muito a sério e com profissionalismo. Aos poucos fomos introduzindo novos produtos para o portfólio, como os scrunchies, laços, tiaras, fivelas e de repente a Nuó se tornou uma marca de acessórios de cabelo. Foi um processo orgânico e acredito que muito disso tenha vindo pela nossa paixão pelo segmento da beleza – vejo os acessórios de cabelo bem divididos entre moda/beleza – e pela minha experiência na área. Os acessórios de cabelo estavam voltando aos poucos dos anos 80/90 e pegamos o mesmo timing. Nesse meio tempo foram surgindo diversas marcas focadas nos acessórios de cabelo e outras de acessórios em gerais adicionando esse produto, mas acredito que o nosso grande diferencial para se destacar está no branding e no atendimento ao cliente. O que mais me fascina em outras marcas que uso como benchmark – ou que consumo – é a criatividade, tento aplicar isso em toda a comunicação da Nuó, mantendo-a integrada em todos os nossos canais, com um design jovem, clean, divertido e linguagem amigável. Sobre a experiência do cliente, eu levo muito a sério, ela precisa ser perfeita, impecável, o cliente merece e deve ser tratado com excelência e o grande desafio é sempre surpreendê-lo positivamente, aí também entra a criatividade. Quando tenho uma experiência diferenciada com alguma marca, vou logo comentar no meu grupo de amigas, prezo muito por isso. O mesmo acontece quando a experiência é negativa, por isso tomamos todo o cuidado e colocamos o cliente no centro do negócio, nos preocupamos com cada interação que temos com as nossas clientes, até na forma de responder a um comentário no Instagram, por exemplo. O consumidor está cada vez mais exigente e sem eles a Nuó não existe. Costumo dizer que construímos a Nuó para e com as nossas clientes, estamos sempre pedindo feedbacks e até opiniões sobre produtos em desenvolvimento, assim vamos as conhecendo cada vez mais e aperfeiçoando nossas personas, para atender suas necessidades com mais assertividade, além de construir uma conexão e relacionamento. No final das contas, quem é que não quer se sentir especial e ter um atendimento tranquilo com uma solução eficiente?!

 

Q. Quais os produtos que mais saem? 

Hoje é a tiara Classic, mais especificamente a Clara na cor rosa. Esse modelo nasceu meio que por acaso. A ideia inicial era ser em cetim, mas não conseguimos um acabamento perfeito com esse tecido. No final, ela acabou seguindo outro caminho e segue no topo do ranking dos best-sellers há um tempo. Os scrunchies com lacinho removível também fazem sucesso em todas as cores, principalmente o Valentina (jeans), Isabelle (vermelho) e Siena (preto).

 

Q. O que vocês estão planejando para o verão? 

Na Nuó a gente não costuma trabalhar com coleção, buscamos a versatilidade em todos os sentidos e a ideia é que as peças possam acompanhar a mulher em diferentes ocasiões, penteados e estações do ano, tudo vai depender da criatividade para compor as peças. Temos clientes que já usaram nossas fivelas de pérolas em festas de casamento, por exemplo, e outras que usaram no dia a dia com jeans e camiseta, essa é a graça! Temos peças que estão com a gente desde 2018, muitas vezes pensamos em encerrar a produção delas, até que chegam alguns comentários perguntando quando ela estará de volta, aí não tem jeito, rsrs. Por outro lado, tentamos trazer novidades sempre, diferentes modelos, cores, texturas e tecidos. O que estou querendo resgatar e trazer de volta para a marca ainda esse ano são os lenços, a peça que deu vida a Nuó.

 

Q. Tem alguma coisa que gostariam de ter feito mas ainda não conseguiram? 

Socorro! Muitas! Tenho um caderninho que anda comigo desde o day one e um grupo meu comigo mesma no Whats App, kkkk… Toda vez que surge uma ideia eu anoto lá para não esquecer, normalmente elas surgem do nada, quando a gente menos procura, ou naquelas noites em que deitamos para dormir com a cabeça a mil. Mas o objetivo é ir tirando cada uma delas do papel e ir colocando em prática aos poucos. Por mais que eu seja a ansiedade em pessoa, sei que não dá para abraçar o mundo de uma vez e prefiro ir devagar e sempre, pelo menos por enquanto. ; )

 

Q. Como você organiza seu dia no trabalho? 

Eu sou do papel, não troco a agenda pelo Trello não! Mas o que me ajuda muito é no domingo a noite organizar a semana, ou pelo menos ir dormir com o dia seguinte já planejado, para mim faz muita diferença e não perco tempo ao acordar para organizar o que preciso fazer. É realmente muita coisa para lidar, se me contassem antes como seria, talvez eu não tivesse começado, rsrs. Tento sempre separar as tarefas por prioridade e importância, meu objetivo é cumprir todas as tarefas que me propus a fazer naquele dia. Muitas vezes não é possível porque surgem os pepinos inesperados – problemas na logística, por exemplo, ou na produção, o que acaba consumindo muito do meu tempo (e energia). Claro que tem aqueles to do de todos os dias, mas no final nenhum dia é como o outro, por mais clichê que seja dizer isso.

Screen Shot 2020 09 16 at 1.44.03 PM 818x1024 - Entrevista: Sharon Hayfaz, da Nuó, uma marca Charmosa de Acessórios de Cabelo

Q. Alguma dica de de skin care que adora? 

Eu adoro esse universo, minha irmã me introduziu a ele. Adoro ir à dermatologista e correr para farmácia logo em seguida com uma lista de produtos. Confesso que alguns rituais, como passar hidratante, eu tinha preguiça, mas isso tem mudado desde que comprei uma vela – aliás, da L’envie, indicada pelo Lolla – nunca tinha comprado uma vela antes. Criei um mini ritual, com que consigo me desconectar. Ligo o Spotify, acendo a vela, tomo um banho e depois passo o hidratante. Às vezes até encaro uma face mask – não acho que elas fazem uma grande diferença, mas gosto da experiência e da ideia de me cuidar. O hidratante que uso é o Body Hero, da Glossier, ele é bem denso, mas seca rápido e não deixa aquela sensação de “melecada”. Sou apaixonada pela marca como um todo e uso alguns produtinhos, inclusive ela é uma das que me fascinam pela criatividade, como citei acima.

shop Nuø | follow Nuø | projeto #DoBem

Rosa Zaborowsky

by Rosa Zaborowsky

Editor & Founder of Lolla.

POST A COMMENT