o que eu quero da minha vida
Pinterest

Falar sobre escolhas de vida, aliás, falar sobre escolhas, sempre foi difícil para mim. Eu nunca soube decidir e chegar às conclusões rapidamente. Sou o tipo de pessoa que poderia ter criado a frase “faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço”. Eu sei o que eu preciso fazer, a rota que eu preciso seguir e admito que já estou no caminho para isso. Mas é tão mais fácil seguir as vontades do seu coração… por mais que elas sejam incertas. 

eb8b86d73c1b0b7a1f0c71241c0a79c9 - Enjoy The Process… O Que Eu Quero Hoje da Minha Vida Mesmo?

“Quando não sabemos para onde ir, qualquer caminho vale.” 

Essa frase me faz lembrar de muitas escolhas da minha vida. Prestes a me formar no ensino médio, eu participei de um vestibular para ingressar na faculdade. Eu não sabia o que eu queria cursar, consequentemente, não sabia o que colocar no curso escolhido para realizar a inscrição da prova. Lembro que naquela semana, eu decidi que iria cursar economia. Palavra legal, área de sucesso, é isso que vou estudar, mesmo sabendo que eu nunca, never, jamais, passei em uma prova de exatas. Mas tudo bem, ia dar certo. 

Depois da prova, semanas depois, chegou a hora de ir até a faculdade me matricular no curso escolhido. (ps: isso era em outubro, eu ainda estava no colégio, me formaria no final do mesmo ano). Na hora da confirmação, a atendente falou “Economia mesmo, né?!”, eu com tom de dúvida, mas no fundo achando que estava completamente decidida, ergui a cabeça e confirmei. Que pergunta é essa? Não me faça ter que decidir entre mil opções de novo, por favor. No mesmo instante, minha mãe disse: “Você sabe, é um curso de exatas, você detesta isso, pensa bem”, e a menina que estava do outro lado do balcão balançou a cabeça confirmando o fato do curso seguir essa área que eu detesto.

Na hora, perguntei sobre cursos de humanas que tinha na universidade. “Direito, administração, relações públicas, relações internacion..”, “Esse aí, procurei saber e é interessante”, eu falei por cima. Era verdade, eu havia pesquisado, tinha curiosidade em entender sobre, mas na época não tínhamos tantas informações a respeito. E foi isso, em uma conversa de menos de 10 minutos, eu tinha decidido o curso que então faria e trabalharia nele para o resto da vida.  

Cursei um ano de RI, não me arrependo. Conheci pessoas para a vida e aprendi coisas que jamais aprenderia em outro lugar. Mas, como já sabia, eu desisti. Me matriculei em jornalismo, no qual me encontro até hoje já no meu penúltimo ano. E, como sempre, pairam dúvidas do que fazer na vida. A única certeza é da escolha do curso, mas não da profissão e objetivo dentro dele.

 

3f25772fc8fe0540342c2982c1841edf - Enjoy The Process… O Que Eu Quero Hoje da Minha Vida Mesmo?

Minhas 1001 decisões

Como uma pessoa muito ansiosa e autocrítica, eu me cobro e não admito não saber o que eu quero da minha vida já aos 21 anos! Ora!! Já sou adulta, é o mínimo que eu preciso saber para seguir em frente.

Também já fiz aulas de gastronomia e etiqueta francesa, curso de edição de texto, curso de estudo aprofundado em religiões, me aprofundei a estudar a história do jornalismo do esporte para seguir uma área diferente da moda, que já estou acostumada e encaminhada. Já me inscrevi no curso de Investigação Criminal. Decidi que seria escritora, com isso comecei a escrever um livro, às vezes dou uma lida nas partes já escritas. Já pensei em abandonar tudo e morar na praia trabalhando com locais. Semana passada falei que iria me mudar, hoje já acho que enlouqueci nessa ideia. Queria ser mãe logo. Semana passada eu decidi aprimorar meu francês na França fazendo aulas de surf ou tênis à tarde. E se eu abrisse uma marca? Sozinha ou em sociedade? Mas do que mesmo? Quando não sabemos para onde ir, qualquer caminho vale.

Esse mês voltei a nadar, minha saúde mental precisa de um momento a sós e longe das minhas cobranças e escolhas de vida. Deixo elas me vendo fazer aulas de natação do vidro da academia. 

Escolher o que está ao meu alcance

Hoje eu sei que ainda virão muitas escolhas ao longo da minha vida, digo do que fazer dela. Todos os dias eu decido ser algo novo, seguir um novo rumo. Então, a escolha de hoje é fazer o que está ao meu alcance. Me dedicar no meu trabalho com assessoria de imprensa, que, by the way, eu amo. Me dedicar no meu físico e mental, cuidar das minhas relações e dos meus. Viver os processos da vida, tudo bem não saber o que você vai almoçar já na mesa do restaurante. Nem tudo precisa ser decidido na hora. E quase todos nós temos uma chave especial que abre uma caixa e nela se é possível tirar uma decisão já feita e colocar outra no lugar, como uma bomboniere, você tira balas porque já enjoou e coloca pirulitos.

Ce soir on va danser! Até que tomar decisões em menos de 10 minutos valem a narrativa e te dão uma vida cheia de aventuras. 

 

LEIA TAMBÉM:

Como Não Sucumbir À (Falsa) Necessidade De Abraçar O Mundo De Uma Só Vez?

Alice no País das Maravilhas: O Mundo das Regras e o Universo da Imaginação e do Nonsense

by Maria Fernanda Nascimento

Estudante de jornalismo, atua na área de assessoria de imprensa e estuda sobre moda.

0 Comments

POST A COMMENT