Como VENDER 2nd hand e não se arrepender

Lolla Team

Sabe aquele dilema de não querer doar uma peça que tem um tecido incrível, um corte especial,  um caimento de cair o queixo, pelo medo dessa peça não ser valorizada por sabe lá quem vai recebê-la em doação? Então você fica guardando  por anos e anos essa peça no armário esperando pela oportunidade de usá-la de novo, mas essa "oportunidade" nunca aparece. A peça não tem mais nada a ver com você, o caimento já não te cai tão bem, mas você continua guardando porquê vai que neh?! 

E quantos vezes é verdade que esse "vai que" nunca chegou e que a peça se perdeu até por mofo?

No mercado de second hand de luxo, essas peças seguem para outros closets com amor. É possível dar uma nova vida para algo que você já amou, sabendo que quem vai comprar vai valorizar e cuidar do seu pre-loved, sem falar na possibilidade de fazer um extra cash! 

SAIBA COMO VENDER SEU PRE-LOVED NO PRETTYNEW:

  1. Selecione peças de luxo que você não usa mais e que estejam em bom estado*. Roupas, sapatos e acessórios, desde que de alguma das marcas listadas aqui.
  2. Preencha o formulário do Prettynew indicando a peça que você quer vender.
  3. Envie a peça para loja física. O Prettynew leva autenticação MUITO a sério, então eles precisam receber sua peça para analisar e precificar antes de colocar à venda. A parte do envio para análise é custeada pelo próprio Prettynew (correio ou retirada casa), e se, sua peça for rejeitada por qualquer motivo, eles te enviam de volta ou você pode pedir que a equipe PN envie direto para doação.
  4. Aprove o orçamento feito pelo Prettynew para venda no site e loja. Esse orçamento é enviado pelo Prettynew depois da análise da peça.
  5. Receba pela venda. O Prettynew trabalha com o formato de consignação, ou seja, quando uma peça é vendida, você recebe sua parte e o Prettynew uma comissão.

COMO ESCOLHER O QUE VENDER SEM SE ARREPENDER

Coisas a se considerar. Entenda porque você quer vender - Se você é desapegada como a Rosa, fique por aqui. O problema de ser desapegada é que muitas vezes o arrependimento volta como um fantasma. De tempos em tempos, a culpa do privilegio aparece e conviver com aquela quantidade de coisas faz mais mal do que bem. Tudo passa a ser questionado e surge uma necessidade imensa de se livrar de metade do armário para limpar a energia e se sentir menos culpada por não conseguir consertar o mundo. O problema é que isso é puro egoísmo. Se o ponto é a culpa por ter muita coisa, o foco precisa estar em comprar melhor e não em se desfazer loucamente do que já foi comprado. Note to self: um ato de desapego repentino não vai consertar o mundo e sim pequenas atitudes consistentes e conscientes.

COMO ESCOLHER DE FATO O QUE VOCÊ QUER VENDER

  • Roupas praticamente novas que nunca foram usadas ou foram usadas poucas vezes? Provavelmente você nunca vai usar, seja lá qual for o motivo. Aproveite que o apego ainda é pequeno.
  • Roupas lindas, mas que o caimento é péssimo e te deixa incomodada toda vez que usa.
  • Peças manchadas e estragadas precisam ir para a reciclagem, não doe e não venda. Ou conserte ou suma com elas.

O QUE ESTÁ NA LISTA NO SALE DA ROSA

  • Peças super garimpadas que provavelmente nunca serão compradas de novo
  • Roupas que ela herdou da mãe
  • Peças que hoje tem um valor abusivo que jamais seriam compradas em valores atuais
  • Peças eternas de labels que a Rosa ama
  • Sweaters e botas, as peças de roupa favoritas da Rosa

SOBRE VENDER OU DOAR PEÇAS COM APELO EMOCIONAL OU QUE FORAM UM PRESENTE ESPECIAL

Depende. Se for alguém que ainda faz parte da sua vida, você pode fazer o que quiser com aquela peça. Trocar um presente não diz nada sobre a pessoa, e sim sobre o produto em si, por exemplo. Mas se for um presente de alguém que já se foi, ou de uma amiga que mora longe, talvez seja legal guardar aquilo de uma maneira especial. As vezes a sensação de clutter está vindo de outro lugar e essa vontade de querer reorganizar tudo de uma hora para outra precisa ser abordada com calma.

*O Prettynew não trabalha com produtos sem marca, muito usados, com mal cheiro, que precisam de conserto e produtos que não estão entre as marcas de luxo nacionais e internacionais listadas no site, roupas do dia-a-dia e peças de pele.

Share this story

Comments Expand -
  1. Amei a observação sobre olhar com atenção a necessidade do declutter no contexto de uma vida privilegiada no quesito material. É a primeira vez que leio isso de forma tão didática e concisa. Ouso dizer que é a primeira vez que leio sobre em um artigo deste estilo “como desapegar”. Meus parabéns!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.