Copy of Book Affair 2 - Career Affairs com Ju Ferraz, Sócia da Holding Club

Juliana Ferraz é impulsionadora do marketing nacional e projetos especiais, e uma das principais referências de networking do Brasil. Assumiu em 2020 a sociedade, junto à direção de novos negócios e de relações públicas da Holding Clube, maior grupo de marketing e experiências entre marcas e consumidores do Brasil, responsável pelos projetos proprietários do grupo e potencializando negócios da Agência Samba e Banco de Eventos. Além de executiva, a baiana também se posiciona em suas redes sociais como uma mulher guerreira e à frente de seu tempo, que quebra padrões e busca viver da forma mais leve possível. Ju Ferraz vem ganhando destaque por abraçar e escrever sobre temas importantes e de impacto social, como empoderamento feminino e body positive.

 

WhatsApp Image 2021 04 20 at 20.07.36 443x600 - Career Affairs com Ju Ferraz, Sócia da Holding Club

Q. So tell us, o que exatamente você faz?

Sou sócia da Holding Clube, grupo de empresas de comunicação, eventos e experiências e voz ativa do corpo livre.

 

Q. Como você landed the job?

Comecei minha carreira como assessora de imprensa, depois trabalhei por dez anos num grupo de mídia, migrei minha carreira para o setor de eventos e hoje depois de tantos trabalhando me tornei sócia da Holding Clube em 2020.

 

Q. Como é um dia típico no escritório/home office/ coffee shop? 

Montei um home Office no quarto com uma mesa cheia de livros, produtos de beleza, velas cheirosas, materiais de trabalho… começo meu dia as 9 da manhã e término 8 da noite. Vivo o dia entre reuniões, pequenos respiros e reuniões.

 

Q. O que ama sobre o seu trabalho?

Amo trabalhar. Amo trocar, ouvir, falar e aprender. Mas, o que mais amo no meu trabalho é a falta de rotina e as surpresas e aprendizados de cada projeto que surge na minha vida.

 

Q. Qual foi a melhor decisão que já tomou sobre a sua carreira?

Migrar do mercado editorial para o setor de experiências e eventos. Cresci, amadureci e hoje me sinto uma profissional mais preparada para trabalhar com comunicação nesses novos tempos.

 

Q. E qual foi a pior decisão que já tomou sobre a sua carreira?

Foi escolher trabalhar em uma empresa sem pesquisar histórico. Avaliei a imagem e não os valores. O resultado foi desastroso.

 

Q. O que você estaria fazendo se não fosse isso?

Não me vejo fazendo outra coisa. Sonho em ser uma profissional de comunicação desde os meus 14 anos.

 

Q. Como você organiza o seu tempo?

Tinha uma dificuldade enorme de organizar meu tempo e minha vida. Hoje preparo minha semana no domingo à noite e tento manter meus compromissos com intervalos para descanso e silêncio (fundamental para a minha organização mental)

 

Q. Qual você acha que é o seu maior superpoder no trabalho? 

Não sei se tenho superpoder. Mas tento verdadeira, real, forte e frágil todos os dias. Não tenho vergonha de expor as minhas fragilidades e pedir ajuda. Isso me torna mais humana e transparente todos os dias.

 

Q. Qual é a sua maior fraqueza?

Ser estourada. A falta de raciocínio estratégico, as vezes, me fez tomar decisões equívocadas e pautadas não emoção.

 

Q. Como você toma decisões?

Hoje pautada em dados e fatos. Nem sempre foi assim. Mas, hoje, consigo tomar decisões dessa forma.

 

Q. O que você lê?

Leio muitos livros, jornais, revistas, reports de tendência e consumo. Amo conteúdo e acredito que quanto mais bem informada, melhor desempenho o meu papel.

 

Q. Qual você acha que é o segredo para chegar onde chegou? 

Coragem. Coragem para chegar até aqui. Coragem para não levar em consideração o “você não vai conseguir”. Coragem para esperar o novo dia e as novas chances quem surgem com ele.

WhatsApp Image 2021 04 20 at 20.07.34 444x600 - Career Affairs com Ju Ferraz, Sócia da Holding Club

 

Q. Qual hora do dia você se sente mais produtiva?

No fim da manhã. Tipo 11hs sabe? A essa hora estou bem humorada, cheia de energia e com muita vontade de realizar sonhos.

 

Q. Quais ferramentas você usa para melhorar a produtividade? 

Agenda, aplicativos e um diário. Ele ajuda a organizar minha mente e fazer escolhas mais assertivas para o novo dia que irá começar.

 

Q. Agenda de papel ou Google Calendar? 

Google Calendar. Mas, amo cadernos, canetinhas e marcadores coloridos. É a alma infantil que habita em mim…. ah, tenho também uma caneta da sorte para fechar negócios!

 

Q. Com qual roupa você se sente mais powerful para trabalhar? 

Roupa várias. Mas, amo um batom vermelho. Em reuniões importantes, sempre um batom. Me sinto mais forte, empoderadada e uma super mulher.

 

Q. Work snacks? 

Power Focus – um café turbinado que me deixa mais concentrada e energizada.

 

Q. Qual foi a maior experiência profissional que você já teve?

Me tornar sócia de um grupo de empresas no mesmo mês que entramos em lockdown. Passei de executiva para empreendedora no pior momento das nossas vidas. Foi desafiador e libertador.

 

Q. O que você procura quando está contratando alguém para o time? 

Pessoas melhores que eu. Aprendi isso com Victor Oliva. Isso faz com que eu fortaleça a empresa e aprenda bastante com o meu time.

 

Q. Melhor e pior parte de trabalhar em família? 

Não trabalho em família. Separo muito bem as coisas. A chance de dar errado e gigantesca.

 

Q. Como você concilia o trabalho com a maternidade? 

Equilibrando pratinhos. Fui uma mãe muito ausente na infância de Matheus. Precisava trabalhar, mostrar meu valor, vencer em São Paulo. Hoje, sou uma mãe que trabalha e isso é maravilhoso.

 

Q. Qual é o principal desafio em empreender? E o que te faz querer continuar? 

Nos adaptar às mudanças. Elas são diárias. Precisamos ser flexíveis e estar atentos as transformações todos os dias.

Acredito demais no que estou construindo e a realização dos meus sonhos me faz continuar dia após o dia.

 

Q. Algum conselho para novos empreendedores?

Ouse. Saia do óbvio. Não tenha medo. Faz parte do processo errar e acertar, cair e levantar. Isso nos deixa mais fortes e aptos para empreender nesse país.

 

Instagram: @juferraz

Photo: Leca Novo

Veja outros Career Q&A’s aqui. 

  1. Amei a entrevista. Porém algumas respostas não correspondem as perguntas. Acho que houve algum erro na edição.

POST A COMMENT