Work Day With: Manuela Borges, founder da Shower Plant, uma Marca Nova de Beleza Saudável

set 9, 2019

 

work-day-with-manuela-borges-shower-plant-lolla

Trabalhei por dez anos como gestora de marcas de moda e cosméticos (entre elas L`Oréal, Brasil) antes de fundar a Shower Plant, startup de beauty & wellness que lançamos há três meses na internet. A marca surgiu da crença de que saúde, bem-estar e beleza são conceitos que andam juntos, e que a busca por se sentir bem é um processo, uma jornada pessoal que pode e deve ser aproveitada de forma leve e flexível.

A ideia sempre foi trazer um pacote completo: produtos versáteis, saudáveis e eficientes que formassem a base, o ponto de partida dessa jornada, e também um ambiente online inspirador de troca e compartilhamento que gerasse um impacto positivo na vida das mulheres. Estamos colocando a missão em prática através do foco no lançamento de uma linha corporal composta pelos nossos primeiros três produtos e na criação de histórias pro Instagram e pro Shower Talks (nossa plataforma própria de conteúdo que hoje fica dentro do site).

É muito fácil entrar numa espiral de sabotagem do próprio corpo quando estamos numa rotina louca de trabalho. Virei muitas noites no escritório à base de coca-cola e precisei passar por uma crise de burnout real pra finalmente entender que saúde física e mental andam lado a lado com produtividade. Foi uma experiência difícil, mas positiva, que me obrigou a repensar meu modus operandi e iniciar o projeto da Shower Plant em primeiro lugar. Hoje minha rotina diária é mais consciente e equilibrada. A ideia é fazer tudo o que precisa ser feito em 24h, mas sempre observando e respeitando o corpo pra poder funcionar no meu melhor.

08h00 – Trabalhando de casa tenho certa autonomia pra gerenciar meus horários, e percebi que quando acordo à 8h00 o dia como um todo tende a fluir mais facilmente.

08h10 – Gosto de checar rapidamente Instagram e Whatsapp antes mesmo de sair da cama. Respondo o que é urgente, levanto e abro a janela pra deixar entrar luz e ar fresco. Tomo o primeiro banho do dia, o do despertar, em que uso minha seleção de produtos revigorantes como nosso Gel de Banho Fresco ou o Shower Gel Mojito da The Body Shop. Faço meu próprio café com leite vegetal que coloco em uma xícara bem grande e levo pra tomar em frente ao computador.

8h30 – Começo oficialmente o dia respondendo e-mails e DMs, fazendo follow-ups e tirando da frente pendências em geral. Depois sigo com as tarefas principais: criação de conteúdo pras nossas redes, elaboração de apresentações, reuniões virtuais com parceiros e time (temos pessoas baseadas no Rio, São Paulo, NY e Capetown), análises financeiras e de desempenho, entre outros. Aproveito para beber bastante água na minha garrafinha xodó da BKR.

13h00 – Almoço em casa sempre que possível, de preferência sozinha para poder comer sem falar. Sei que parece estranho, mas desde que aprendi sobre as recomendações alimentares da Ayurveda e aprendi como a aplicar a atenção plena às refeições, percebi que algumas práticas consideradas exóticas como essa ajudam muito na minha digestão e bem-estar geral.

14h00 – Tento marcar as reuniões presenciais para a parte da tarde. Quando não tem nada combinado, normalmente é porque preciso bloquear a agenda pra dar continuidade a alguma tarefa de forma mais focada. Nessas horas deixo o celular no mudo e virado pra baixo para garantir a concentração.

16h00 – Pausa pro lanche em pé na cozinha (minha versão do cafezinho no corredor da firma). Uma fruta ou um bolinho caem bem.

18h30 – Continuo nas tarefas mais importantes até umas 18h30, horário em que vou desacelerando e aproveito pra investir em atividades que exigem menos como ler artigos, fazer pesquisas, selecionar imagens etc.

work-day-with-shower-plant-manu-borges-lolla.JPG

19h00 – Faço um alongamento no corpo em casa mesmo e sigo pro segundo banho do dia, o do relaxamento. Um pouco mais longo, quentinho. Escolho ingredientes como lavanda e produtos com fragrância mais adocicada como o limpador Body Hero da Glossier. Essa é minha meditação. Janto cedo (algo leve que eu mesma preparo) e volto pro computador.

21h00 – Pedro (namorado) chega em casa, essa é a hora em que realmente paro. Sentamos na mesa de jantar para falar do que aconteceu no nosso dia e trocar ideias pro futuro enquanto ele come.

23h00 – Ter uma noite de sono realmente plena é desafio pra muitas pessoas, e comigo é a mesma situação. A cabeça fica à mil, é difícil parar de pensar. Pra mim o segredo está no condicionamento. Tentar fazer as coisas mais ou menos sempre iguais toda noite faz o corpo entender que aquele momento é de se recolher. Fecho a janela, abaixo a cortina, bebo água, tomo as vitaminas, separo a máscara de olhos e o tapa ouvidos (pra mim os de espuminha da Walgreens são os melhores), e embarco em um ou dois episódios das minhas séries favoritas antes de desligar e cair no sono. Estou assistido pela primeira vez The OC no Netflix e amando. Em que mundo eu estava em 2003 que não dei bola pra esse hit quando foi lançado?! Realmente não sei.

CRÉDITO DA FOTOS: Kenny Hsu @noodlesallday

Share it

Rosa Zaborowsky

by Rosa Zaborowsky

Editor & Founder of Lolla.

Comentários