Meu Período Sabático

ago 8, 2018
   Image Credits: @lizzielately_

Image Credits: @lizzielately_

Hello, again! Estou aqui de volta para contar um pouquinho sobre o tempo em que eu organizei a minha vida pós desligamento do meu último cargo, as minhas percepções sobre a decisão tomada e tentar deixar algumas dicas para a peteca da motivação não cair.

Antes de tudo, vou te contar um segredo: é difícil pacas, principalmente por estarmos em um mundo em que tudo passa na velocidade da luz, as informações e as cobranças são infinitas e ainda temos as redes sociais para nos bombardear de conteúdo que, se não for filtrado, pode te nocautear.

Em meu último post (se ainda não leu, corre lá!), eu contei sobre a decisão de fazer uma transição na minha carreira. Na verdade, foi uma fase em que amadureci a urgência de encontrar de novo aquela Beta com brilho nos olhos.

Só que de repente, aquela Beta ligada nos 440v, que acordava cedo, tinha toda uma rotina e compromissos se deparou com algo que a deixou completamente perdida: eu tinha tempo!

Gente, pode parecer muito fácil, mas há quase 20 anos em uma rotina de trabalho ao estilo “underpressure”, eu literalmente me vi batendo cabeça.

Ah, mas você pode acordar mais tarde, se jogar no “Netflix”, ler todos aqueles livros empilhados, retomar a rotina de exercícios, finalmente arrumar a casa. Sim, confesso que nas primeiras semanas foi exatamente o que eu fiz, sem culpa nenhuma. Mas e depois?

Bem, com a chegada da cobrança (inevitável nos dias de hoje!), buscarei resumir aqui algumas táticas que eu adotei para organizar o meu tempo, me sentir, de alguma forma produtiva e espantar o desânimo. Vamos lá!

∙ Procure se atualizar. Não tem jeito, na correria do dia-a-dia não conseguimos dar conta de toda a leitura. 

∙ Encontre fontes de informação que te motive e te inspire. Eu, particularmente, descobri alguns sites de profissionais que dividem dicas muito bacanas sobre carreira e estilo de vida. Da Bruna Fioretti, Tara Mohr e Tony Robbins.

∙ Tire um tempo para realizar alguma atividade que te deixe orgulhoso. No meu caso, eu sempre amei escrever e sou muito grata pela oportunidade que recebi de poder fazer parte desse time de mulheres tão admiráveis (#golollas).

∙ Cuide da sua casa. Já reparou que quando a nossa casa está arrumada, o astral melhora muito? Eu passei a curtir mais decoração, escolher flores para a semana e cuidar com mais carinho da minha casa, algo que antes era meio no “piloto-automático”.

∙ Cuide de você. Tire um tempinho do dia para fazer uma atividade só sua e se desligar da pressão. Eu adorei descobrir séries e filmes.

∙ Networking sempre. Se organize para encontrar amigos para um café, mande uma mensagem para aquele amigo com quem você está há séculos tentando marcar um encontro que nunca sai do virtual e fique de olho em todas as oportunidades. Muitas vezes, a mudança vem de onde menos esperamos.

∙ Tente não se comparar. Eu sei, é praticamente uma missão impossível nos dias de hoje com tantas ferramentas vendendo felicidades que muitas vezes nem existem. 

Esse período não é nada fácil e requer um grande exercício de paciência e otimismo. E quer saber? Deu vontade de chorar quando estiver para baixo? Manda ver e joga fora todo o lixo emocional! Desabafar com aquele “amigo do peito, irmão camarada” também ajuda muito. 

A maior lição que eu aprendi nesse período foi a de observar tudo ao meu redor e, com isso, buscar um crescimento.

Na correria, deixamos de observar e de cuidar do outro. Então, se eu posso deixar aqui um agradecimento, é por ter aprendido a desacelerar e prestar mais atenção nas pequenas bênçãos diárias.

O mundo está um pouco estranho nos dias de hoje, então, porque não nos unir e nos ajudar em uma grande corrente do bem? O estilo “eu, eu e só eu mesmo” nunca esteve na moda, vocês não acham?

 

 

LATEST POSTS

Share it

victor

by victor

Read ’s posts

Comentários