Interview: Cris e Isabela, Mãe e Filha, Sócias da Gentil.

out 10, 2019

interview-gentil-moda-lolla-13

Shop Blusa Una

Sponsored by Gentil

Conheci a Gentil, marca de moda que é como um breath of fresh air ano passado. Na hora que entrei na loja/escritório, em um predio comercial em Pinheiros, senti que as peças carregam um DNA de moda verdadeiro, de construção, material, acabamento, desenvolvimento. Quem estava envolvido no produto sabia muito bem o que estava fazendo, nada é tão bacana à toa. Minha visita rendeu uma tarde de conversa com a Cris, que comando o estilo da marca e a Isa, filha dela que toca o marketing. A Cris trabalhou a vida inteira entre confecções e marcas de peso (Daslu, Richards, Le Lis, Mixed, A Niemeyer e etc) e Isabela cursou artes visuais e arquitetura, mas acabou caindo na moda seguindo os passos da mãe. 

Foi uma delícia conversar com elas sobre moda, desenvolvimento e como é o dia a dia no trabalho como mãe e filha. Elas tem uma relação super especial! Enjoy

interview-gentil-moda-lolla-11

Vestido Garzon 

Q. Conta como surgiu a Gentil? 

A Gentil surgiu como Estilo Gentil. Em Junho de 2015 fizemos um pequeno lançamento para amigos, familiares e amigos de amigos na sala da nossa casa. Desenvolvemos camisetas básicas, blaser, calça, vestido e saia, tudo de malha. O sonho da minha mãe era fazer essas peças com preço bom e tecido de ótima qualidade. Sentamos alguns meses antes: ela, minha irmã (Rafaela) e eu, e criamos juntas. Foi uma delícia, peças com a cara de cada uma e para todas as idades. Mas foi um hobby naquele momento. 

A Cris trabalhava em uma confecção produzindo para outras marcas como Bob Store, Daslu, A Niemeyer, e minha irmã e eu estávamos em outro rumo. Outras coleções rolaram, mas sem compromisso! Em 2017 ela saiu da confecção e lançou a coleção de Verão no seu ateliê. Em Fevereiro do ano seguinte, marquei uma conversa com ela para contar que tinha vontade de trabalhar junto na marca, mesmo estudando arquitetura na época. E a partir daí tudo foi ficando mais sério rs. Coloquei ela para ralar comigo! Fizemos um rebranding e viramos Gentil.

interview-gentil-moda-lolla-10

Shop Kimono Soho

Q. E como foi a ideia de vocês virarem sócias? Teve um momento “reunião em família” para debater esse assunto? 

Na véspera de um feriado ela me mandou uma mensagem dizendo que queria conversar comigo. Mas liguei ansiosa porque não queria esperar o feriado passar, rs! No telefone ela me disse que não estava afim de dar continuidade à marca, pois trabalhando dia e noite com meu pai aposentado não ia rolar, isso 4 meses depois de ter lançado a primeira coleção! Na hora eu achei que ela era louca!!! Não deixei! Fiquei com aquilo na minha cabeça e depois de algumas semanas fui falar com ela, perguntando se eu podia entrar na (estilo) Gentil. Ela se animou! Acho que ambas sabíamos que tinha tudo a ver trabalharmos juntas! Sempre nos demos muito bem! Uma se inspira na outra com os estilos diferentes e temos relação de melhores amigas, é uma delicia. Sempre gostei de roupa, ainda mais porque ela sempre trazia peças pilotos para a gente provar e palpitar. 

Enfim, esse assunto ficou entre eu e ela. Estagiava no Felipe Hess na época, estudava arquitetura e pensar em falar para o meu pai que ia largar tudo me dava dor de barriga. 

Fomos viajar juntas, só nós duas, e papeamos um monte durante a viagem! As duas mega empolgadas. Mas combinamos de amadurecer a ideia para depois conversar com ele (meu pai). Demorei uns 2 meses, e aí sim, marquei uma “reunião”com ele para explicar tudo! Abrimos uma cerveja, acendemos um cigarro e falamos tudo. 

Q. Como é a rotina de vocês na Gentil? Qual o papel de cada uma na marca? 

Vamos quase todos os dias para o escritório. Em outros ela me pega em casa e vamos para o Bom Retiro ver fornecedores, comprar aviamentos, levar peças para a piloteira. Almoçamos sempre juntas, e com meu pai (nosso investidor financeiro e emocional, rs)! Estamos os 3 no mesmo prédio comercial.

Tem dias que sentamos e falamos só de produtos, vendo tecidos, referências, modelagens e pilotos. Criamos tudo juntas! Pensamos no modelo, tecido e acabamentos. Aprovamos juntas. Depois ela toca a produção: modelista, corte, costureiras, ficha técnica, etiquetas de composição, tudo sobre o desenvolvimento do produto é com ela. Eu pego o pós produção: fotos das peças, layout da arara e loja, Instagram, site, design gráfico, comercial. E o financeiro: nós duas! 

Q. O escritório, as campanhas, todo o universo da Gentil passa uma calma… Uma energia boa, parece a extensão de uma “família feliz”. O quanto de vocês tem no DNA da marca? 

Olha, que bom que passamos calma… rs! Porque somos mega ansiosas!!! Mas realmente, a energia boa está sempre por aqui, e colocamos em tudo. Acho que somos todos “família feliz” mesmo! Sempre fomos muito amigos, e temos um lema de que tudo vai dar certo, e resolvemos o que aparece com calma e otimismo! Tanto em casa quanto no trabalho somos todos muito honestos um com o outro e temos sempre um sorriso no rosto. É fácil, gostoso, alegre. Trabalhos com o que amamos e é um privilégio enorme. Só brigo um pouquinho quando precisamos colocar o pé no chão e cair na realidade! Porque né, nem tudo são flores!

Uma das coisas mais importante para nós é tratar bem todas as pessoas que trabalham direta ou indiretamente com a Gentil. Sempre foi assim e assim sempre será! Respeito pelo próximo é fundamental para nós.

interview-gentil-moda-lolla-8

Shop Calça Daniela

Q. Como é o processo criativo? 

Temos mil processos diferentes! Criamos a partir de referências de marcas que amamos, de peças que está em nosso armário há muito tempo e reinventamos, a partir de tecidos que nos dão ideias, de vontades que surgem quando estamos nos vestindo, de ver pessoas na rua, de desfiles e muito Pinterest!

Sentamos juntas e nos esparramamos na mesa, imprimimos referências, pegamos tecidos, provamos peças e pilotos e daí nossa cabeça borbulha. Desenhamos depois de definido na cabeça! É raro começarmos pelos desenho. Tem vezes que temos o tecido em mãos e dele surge a ideia de uma peça! 

Como temos muita coisa em estoque, a ideia também é reinventar. Não podemos nos dar ao luxo de só comprar tecido novo para cada coleção e ir jogando fora o que temos aqui. Sobrou? Faz repique, ou usa para peças pilotos ou inventa outro modelo.

interview-gentil-moda-lolla-7

Regata San Pedro

Q. Pra quem vocês criam na Gentil?  

Mulheres de todas as idades. Buscam praticidade, leveza, conforto, qualidade e personalidade. Mulheres auto confiantes que querem se sentir lindas e não precisam estar na moda. São mulheres elegantes, chiques, espontâneas e também descontraídas. Mulheres poderosas consigo mesmas. 

(Ps: brincamos que não temos fotos de clientes usando nossas peças porque nosso público não gosta de aparecer!)

Eu li uma vez e identifiquei a Gentil assim: “para usar o tempo todo, como uma delicada fragrância”.

É isso!

Q. Algum mulher que inspira? 

Todas! Acho que nenhuma de nós duas temos “A” mulher inspiradora! Gosto de acordar e me vestir com que me sinto bem e linda. Quando estou sem ideias, abro meu Pinterest e fico buscando inspirações, o problema é que daí perco horas! É tudo lindo de se ver… A gente é bem parecida nesse quesito.

Q. A marca consegue ser competitiva com um preço mais convidativo, sem prejudicar a qualidade, isso é tão raro no mercado da moda hoje em dia. Qual dica vocês dão para as mulheres na hora das compras, para aprender a valorizar o que a gente compra? 

Nos importamos muito com acabamento e qualidade dos tecidos e modelagem. Tentamos ao máximo ter um preço justo. Nos importamos com o produto e muito com a experiência da compra. Atendimento é tudo e ter uma relação próxima com o cliente também. 

O legal das pequenas marcas é isso, poder tomar um café sem compromisso na loja, a vendedora saber o seu nome, encontrar peças pensadas e produzidas com todo o carinho e delicadeza, ganhar uma sacola linda (rs), ter um pós venda atencioso. Se valorizamos todo esse processo, a compra tem propósito e não vira culpa.

interview-gentil-moda-lolla-14

Regata Toscana 

Q. Qual a peça eterna da coleção da Gentil que sempre é sucesso? E a aposta do verão 2020? 

Nosso ora colete ora regata! Rs. Sempre com acabamento à fio. No verão é regata e no inverno colete, mas é a mesma modelagem. Sempre acaba!!!!! Todo mundo ama. A gente já faz em bastante quantidade. 

Sobre apostas do verão, puts, difícil falar! Fazemos MUITOS modelos, teremos 42 (até agora) que chegarão ao longo das semanas. E somos suspeitas né, a gente se apaixona….

Q. Pra quem vocês criam? 

Para a gente! Lógico que tem vezes que gostaríamos de criar uma peça bem doida, ou peças com modelagens enormes porque adoramos um larguinho, mas no final também temos que vender, então nos tornamos racionais. 

Mas mesmo assim criamos para a gente, para as nossas duas idades, porque assim todos os modelos são criados com muita paixão e verdade. NUNCA fazemos um modelo só porque está na moda, porque se a gente não sabe vestir aquela peça, ela não vende! Criamos peças que gostamos de usar. 

interview-gentil-moda-lolla-890

Cris e Isa Gentil

Q. Uma dica para quem está querendo empreender e ter a mãe como parceira? 

Ame incondicionalmente! Rs. Olha, a gente briga quase todos os dias, mas até o fim do dia ou antes de dormir está tudo resolvido! A gente não consegue levar rancor para casa, tanto eu quanto ela, faz mal e a gente não dorme! Somos verdadeiras uma com a outra e melhores amigas. Tem que ser leve… E sim, levamos trabalho para casa. 

Impossível não conversar sobre o assunto quando estamos fora. Mas nos politizamos e tentamos manter a relação mãe e filha. Mas dentro do trabalho, somos profissionais!  

Mas é difícil deixar de ser Mãe no trabalho também! Não adianta Mãe é mãe !!! (Diz a Cris).

Sponsored by Gentil

  • Onde e como comprar Gentil 

Rua Joaquim Antunes 232 – 2a à 6a das 10h às 19h / Sábados das 10h às 17h

Ecommerce www.gentiloficial.com.br

Também via malinha, Instagram e WhatsApp 11 98898 1841

Você também pode gostar de ler The Chino Pants. 

Share it

Rosa Zaborowsky

by Rosa Zaborowsky

Editor & Founder of Lolla.

Comentários