GUIA DO ATACAMA PARA PESSOAS NÃO AVENTUREIRAS

Quem me conhece sabe que eu não sou a definição de “pessoa aventureira”; aliás, longe disso. A vida toda, saía correndo (não literalmente, pois não queria sair do sofá) quando alguém dava a ideia de fazer uma trilha em viagens com amigas. Alguns sites especializados em astrologia apontam as arianas como aventureiras e eu só pensava “what?!”.

Mas como não somos uma coisa só, muito menos pela vida inteira, nos últimos anos comecei a dar uma chance para a natureza e me arriscar em algumas trilhas por aí. O ápice aconteceu neste mês, quando eu e meu marido fomos ao Atacama na nossa lua de mel. Quem diria!

Bom, eu amei! O Atacama é um lugar incrível (ou melhor, vários lugares incríveis em um só) e vale muito a pena conhecer, até porque é relativamente perto pra quem vive no Brasil. Decidi dar algumas dicas e falar meu Top 3 pra quem está planejando as próximas férias, se dinheiro é um issue, aqui tem algumas dicas sobre Travel Money para te ajudar a planejar uma viagem.

 

Um pouco sobre o Atacama

O Atacama é o deserto mais seco do mundo. Fica principalmente no Chile, mas também alcança a Argentina, Bolívia e o Peru. A cidade que concentra os hotéis e agências de turismo é San Pedro De Atacama.

As paisagens são surreais e o que mais me surpreendeu foi a variedade delas: em um mesmo dia você pode conhecer termas de águas quentes naturais, com vegetação por todo lado e, mais tarde, visitar uma cordilheira totalmente inóspita (e, ainda assim, linda).

Como chegar e onde ficar

Pra chegar, pegamos um voo para Santiago e outro, de menos de duas horas, para Calama. De lá, mais uma viagem de carro de uma hora e meia para San Pedro de Atacama.

Nós ficamos hospedados por seis dias no Explora Atacama. O hotel é sensacional e segue a linha do “luxo do essencial” – eles acreditam que “luxo é ter tudo o que for necessário para se ter a melhor experiência”, como um ambiente aconchegante, acolhedor e boa gastronomia. 

Bem, eles prometem e entregam! Todos os passeios estão inclusos com guias mais do que preparados e diariamente conversamos com eles para definir o dia seguinte, o hotel preserva alguns territórios do Atacama, e por isso alguns passeios são exclusivos aos hóspedes. Os quartos são super confortáveis e espaçosos, com um belo chuveiro para relaxar depois de tantos passeios, piscinas e saunas porque o que queremos é uma spa experience. O restaurante é uma delícia, o serviço é muito atencioso. E, last but not least, tem um bar com ótimos drinks e vinhos que fica aberto das 11h às 23h – tudo incluso. O Casa Marin – Syrah Rosé foi o meu vinho fiel companheiro em quase todas as refeições. Importante: não tem televisão no quarto e o wi-fi só funciona bem no lobby – a ideia é incentivar os hóspedes a aproveitarem a estrutura do hotel e, claro, as explorações.

Existem outros hotéis paradise para quem não está viajando on a budget como o Tierra Atacama, Awasi e Alto Atacama. E vários hotéis para quem está on a budget. 

O que levar

Como estamos falando de um deserto, a temperatura varia muito ao longo do dia. Então a dica de ouro é levar roupas para se vestir em camadas e ir se adaptando. Assim, além de roupas que você levaria normalmente para uma viagem que envolva trilhas (leggings, shorts, camisetas, óculos de sol, boné), não esqueça de colocar na mala: segunda pele, meias térmicas, luvas, gorro, fleece, jaqueta puffer e um casaco corta-vento. E eu também achei bem útil uma mochila (pra guardar as roupas que ia tirando) e uma botinha de trilha (estilo Timberland, de preferência uma mais leve para não dificultar a caminhada).

Além disso, não esqueça de tomar muita água e de levar um super protetor solar, chapstick e hidratante pra pele – afinal, é o deserto mais seco do mundo e nosso corpo vai precisar desse treat! E em dias de maiores altitudes, um chá de coca pela manhã pode ajudar.

 

LE SHOP: BARBIE TREKKING

350 - Atacama: The Ultimate Guide de Aventura por uma Não Aventureira

 

Meu Top 3 

Vamos à melhor parte: os passeios. Como eu falei, a diversidade de paisagens é algo inacreditável e não é fácil escolher um top 3. Mas vamos ao meu e os motivos (lembrando que fiz tudo pelo Explora, então sempre bom verificar se com outros hotéis a experiência é a mesma!).

 

#3: Trilha Puritama

image 67194113 450x600 - Atacama: The Ultimate Guide de Aventura por uma Não Aventureira

Existe a possibilidade de visitar as Termas de Puritama indo de carro, o que fizemos no primeiro dia, mas no caminho para lá existe um cânion lindo cheio de capins (que sou apaixonada). Por isso, decidimos também chegar às Termas fazendo a trilha de 5km que leva até lá. Não é uma trilha fácil (pelo menos pra mim não foi), mas valeu a pena!

Por que eu amei: A vegetação é muito diferente e rende fotos maravilhosas! Chegando no finalzinho, o cenário fica ainda mais lindo e, logo, chegamos às Termas – ali é possível se trocar para entrar nas águas quentinhas e nosso guia prepara uma mesa com queijos, frutas e vinhos. É maravilhoso e foi bem rewarding quando chegamos!

 

#2: Geiser El Tatio + Volcán Blanco

image 67169537 450x600 - Atacama: The Ultimate Guide de Aventura por uma Não Aventureira

 

Mais uma paisagem que não se vê todo dia: o parque é cercado por montanhas e tem geisers dos mais diversos tamanhos, aquelas fontes de água pelando. Chegamos lá bem cedinho e, por isso, é mais frio. Logo em seguida, partimos para uma trilha bem longa, mas cheia de surpresas pelo caminho. Diferente de outras explorações, foi uma das que mais vimos vida, com muitas vicunhas (animais parentes das lhamas) e viscachas (que parecem coelhos).

Por que eu amei: Paisagens fantásticas, mas bem distintas do que vimos em outros passeios. É uma trilha bastante longa, que ganha pelas vistas e pelas plantas.

#1: Piedras Rojas e Lagunas Altiplanicas

unnamed 2 450x600 - Atacama: The Ultimate Guide de Aventura por uma Não Aventureira

 

Esse foi um passeio “full day”, então saímos do hotel às 8h e voltamos por volta das 16h, mas boa parte é o trajeto to/from, de carro. Uma curiosidade é que Piedras Rojas ficou fechado por quase quatro anos e reabriu em janeiro deste ano, lucky us! As Lagunas Altiplanicas também são de tirar o fôlego, com um azul escuro refletindo as montanhas ao redor.

Por que eu amei: o passeio é bem fácil, ótimo para um dia em que precisamos de um descanso entre um e outro mais pesado. As paisagens são lindíssimas, muito diferentes uma da outra. E o dia terminou com um almoço delicioso no meio do deserto preparado pelo guia. Tudo muito especial!

image 67181313 450x600 - Atacama: The Ultimate Guide de Aventura por uma Não Aventureira

Esse foi um resuminho da minha semana no Atacama. Recomendo demais tanto para as mais exploradoras quanto para aquelas que buscam um lugar diferente, mas com uma dose a menos de aventura. 

 

LE SHOP: BEAUTY HACKS PARA AVENTUREIRAS

350 - Atacama: The Ultimate Guide de Aventura por uma Não Aventureira

 

GALERIA DE FOTOS

 

 

 

LEIA TAMBÉM:
3 DAYTRIPS Pertinho de Lisboa
Nossa aventura pela Amazônia 

by Camilla Dolle

Economista, trabalha na XP, onde se dedica a levar conhecimento sobre investimentos para investidores, de iniciantes a avançados. Tem uma coluna mensal sobre o tema na Infomoney e é uma das líderes do coletivo de mulheres da XP, o MLHR3

0 Comments

POST A COMMENT