Stella McCartney Spring 2020 Ready to Wear Collection - 7 Dicas de Como Comprar de Forma Mais Sustentável

A moda é meu ponto fraco quando o assunto é sustentabilidade. Confesso que as minhas comprinhas nem sempre são as mais conscientes e sustentáveis, mas tenho tentado me informar mais sobre o tema e mudar um pouco minha forma de consumir moda. No último ano, por exemplo, comprei bem menos (a pandemia ajudou já que estou trabalhando em casa e não tenho mais eventinhos para ir…) e optei por peças mais duráveis e com maior qualidade. Também tenho olhado com mais carinho para o vintage e segunda mão, totalmente influenciada pelo Lolla!

Pensando nesse desafio pessoal, anotei 7 dicas de como montar um guarda roupa mais sustentável (algumas já testei e coloco em prática, outras preciso me aventurar mais).

 

1- Conheça o seu guarda-roupa e o que você gosta de usar. Antes de comprar uma peça, pense nas possíveis combinações que você pode fazer, quanto mais lookinhos você conseguir montar, melhor! Uma consultoria de estilo e analise cromática pode te ajudar nesse momento, além de ser uma super experiência de autoconhecimento!

 

2 – Menos e melhor. Opte por peças atemporais, com boa qualidade e que possam ser usadas por bastante tempo. Sabe aquela peça de anos que você pegou da sua mãe e está ótima ainda, é sobre isso que estamos falando!

 

3- Preciso mesmo disso?Antes de comprar uma roupa nova, faça uma listinha das coisas que quer ou coloque no carrinho de compras virtual. Deixa lá por dois dias, e volte. Você precisa mesmo da peça? Combina com seu guarda-roupas, seu estilo?

 

4 – Olhe a etiqueta. Se puder, escolha tecidos de fibra natural, como o algodão orgânico, lã, linho, seda (de preferência certificados – tem na etiqueta). As fibras artificiais como o liocel, modal e viscose também são uma boa pedida. Evite fibras sintéticas como poliéster, elastano, acrílico, nylon, pois são um subproduto da indústria do petróleo.

A dica da etiqueta também vale para você saber se o preço que você está pagando é compatível com a qualidade do tecido.

 

5 – Comprou na internet? Se a loja for walking distance da sua casa/trabalho, opte por retirar a compra na própria loja. Se for usar o frete, tente comprar as peças que mais gosta em uma leva só, assim você evita muitas embalagens e diminui a emissão de CO2 com o transporte.

 

6 – Compre de pequenos empreendedores. Além de ajudar a fomentar o comércio local, marcas menores e locais trazem muita personalidade para um look: peças exclusivas, únicas, de design, trabalho artesanal, etc. você não vai sair de casa com aquela cara de uniforme.

 

7- Segunda-mão é cool. A melhor forma de ser sustentável é comprar o que já existe. O mercado de roupas de segunda mão está crescendo e temos visto muitos brechós com uma curadoria muito legal e chic!

Outra super dica é organizar um Brunch de Trocas com as amigas. Sabe aquela peça que você ama, não usa mais, mas tem “dó” de doar? Troque com sua melhor amiga! É muito especial usar algo de quem você ama e a ver sua amiga querida usando algo que foi seu!

 

E aí, curtiram as dicas? Alguma ideia para compartilhar?

 

by Bianca Longo

Editora e colunista de sustentabilidade e internacional (Paris)

0 Comments

POST A COMMENT