ukrainian fashion brands - 10 marcas UCRANIANAS para Apoiar
A mente humana sempre me impressiona na sua capacidade de pensar e de fazer sentir milhares de coisas ao mesmo tempo. Essa multitude de pensamentos e sentimentos, tudo junto e misturado, é uma das características mais interessantes da experiência humana. Em face a tudo o que tem acontecido no mundo, minha mente está praticamente fazendo hora extra e nunca achei que fosse possível sentir coisas tão antagônicas no mesmo instante. Numa das manhãs dessa semana decidi tomar nota de tudo o que se passou na minha mente. Bem vindo a uma manhã na presença da minha mente:
“Ugh… alarme, nossa parece que eu acabei de fechar os olhos. Melhor eu não entrar no Instagram. Estou atrasada. ‘A million girls would kill for this job’. Não resisto, 5 minutos. Nossa o fashion week de Paris está a toda. Quem inventou que o mercado de moedas nunca fecha?!? PQP! Já são 7 horas, eu devia estar na minha mesa já. Será que o meu filho acordou? Acho melhor ligar o rádio para ver o que aconteceu durante a noite na Ucrânia. Que dor no coração essas famílias fugindo da guerra. Preciso checar se tem arroz pronto na geladeira para o almoço do meu filho. Será que essas famílias vão chegar em segurança na Polônia? Nossa, com meu marido fica gato de camisa branca. O Euro está negociando à quanto? E o rubro? Será que vai chover hoje? Melhor eu checar a temperatura. -3 graus Celsius. Quanto que é isso em Fahrenheit? Que vontade de usar essa bota hoje. Que meia será que eu coloco? Não acredito, será que ouvi certo e os russos tão atirando numa usina nuclear? Não devo ter ouvido direito. Será que tem algum abrigo nuclear perto de onde moro? O meu filho está pedindo a mamadeira, droga vou ter que falar para ele de novo que ele não pode tomar mamadeira de dia. Que que será que as famílias que estão se refugiando no metro estão comendo? Que dor no coração. Ai que felicidade, minha calça fechou! Vou prender o cabelo e colocar o colar de pérolas. Tenho que correr se não não vai dar tempo de parar para pegar um café. Melhor eu perguntar para a babá se a linha 1 do metrô está andando bem hoje. Será que a OTAN vai finalmente fechar o espaço aéreo ucraniano? Por que raios não fizeram isso ainda? Yes! O meu filho fez xixi no vaso! Preciso achar uma organização para doar recursos para os refugiados. Droga essa malha não ornou. Já sei, preciso colocar na minha lista de desejos aquela malha da La Ligne. Será que já voltaram a re-estocar? Mal posso esperar para entrar no metro e começar o meu Wordle. Acho que vou começar com a palavra “great”. Tem 5 letras né? Não posso esquecer meu gorro, passei frio ontem. Ahhhh, amei o look! Melhor eu correr. Será que meu filho está de bom humor hoje? Please… Manda beijo para a mamãe. Eu AMO o meu filho. Nãoooo, maldito o dia que decidi deixar assistir o Elmo de manhã. Ele não vai me dar bom dia, vai mal levantar o olho da tela. Na minha época assistia a Xuxa… ‘Quero mandar um beijinho para a mamãe, o papai e você Xuxa’! Well… Pelo menos Elmo é educativo. Presta atenção na escada, você NÃO pode cair na escada. Se eu segurar no corrimão, vou ter que passar álcool gel na mão. Coronavirus? Será que realmente preciso do álcool em gel? Acaba com as minhas cutículas. A pandemia acabou. Será que meus clientes voltaram do carnaval? O petróleo está a quanto?! Eu não posso entender tanta falta de compaixão. Putin. Essa porta está muito difícil de abrir, preciso falar para o síndico. Nossa que ar gelado. Ainda bem que escolhi esse casaco. Esqueci de comprar o óculo da natação do meu filho. 3a guerra mundial. PQP. Ugh… Cadê a minha mascara? Melhor acelerar o passo. Droga, esqueci o filtro solar de novo. Atrasada… Nota para mim mesma: eu amo essa cidade. Porque eu sempre estou atrasada?!?”
Sim, a gente sente tudo ao mesmo tempo. Tristeza, felicidade, compaixão, nervoso, ansiedade, êxtase, dúvida, pressa, calma, exaustão, certeza, alegria, amor, ódio, indiferença, inércia, saudades, orgulho, sofrimento, plenitude, culpa. A gente sente tudo assim mesmo, sentimentos que não deveriam coexistir estão todos lá dentro de você, gritando ao mesmo tempo, querendo a sua atenção. E tudo o que eu quero muitas vezes é que o tempo literalmente pare. Pare para que eu possa olhar para cada uma das coisas que eu senti, acenar com a cabeça e dar a importância que eles demandam. Soltar o riso que minha alegria pediu, chorar a lágrima que minha tristeza ordenou, expirar o ar contando até dez. E lembrar de inspirar.
Esse texto veio da minha necessidade de me perdoar por sentir tudo isso ao mesmo tempo. Por sentir gratidão pela minha vida por enquanto que sinto empatia pela vida dos outros. Para dizer que sim está tudo bem ao mesmo tempo que não está tudo bem. O mundo está acabando ao mesmo tempo que eu estou tomando meu café, e eu estou sentindo TUDO ao mesmo tempo que não estou sentindo NADA.
Como sabiamente disse o Oswaldo Montenegro:
que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
pois metade de mim é o que eu grito
a outra metade é silêncio”
——
Essa semana decidi novamente fugir da lista de artigos. Queria dividir mais uma vez uma lista diferente que convida vocês a conhecerem “fashion brands” e estilistas ucranianos. Essa semana eu li um texto escrito pelo Demna, estilista da Balenciaga que me fez ter a idéia de criar essa lista, em tradução livre: “A guerra na Ucrânia foi um gatilho para um trauma do passado que eu carrego desde que o mesmo aconteceu em meu país natal e eu me tornei um eterno refugiado. Eterno porque isso é algo que fica com você. O medo, o desespero, a constatação de que ninguém te quer. Mas eu também aprendi o que realmente importa na vida, as coisas mais importantes, como a vida em si, o amor humano e a compaixão”. O Denma segue falando sobre a falta de importância da moda frente a acontecimentos tão mais relevantes, mas escreveu também como seguir com o seu show era um ato de resistência. Todos os talentos ucranianos, nessa e em diversas outras indústrias, merecem ser reverenciados e espero que possam continuar a florecer:
https://www.instagram.com/p/CakWZsctJX3/?utm_source=ig_web_copy_link

1. Sleeper

A marca que fez o mundo fashion sonhar com seus conjuntos de pijamas com plumas é uma das marcas ucranianas mais conhecidas. Criada pela Kate Zubarieva e pela Asya Varetsa, a marca foi lançada em 2014 e é produzida localmente em Kyiv. (IG: @dailysleeper)

2. Kachorovska

O exemplo de quando muitos anos de uma fábrica familiar que produzia acessórios em couro para outras marcas toma as rédeas de sua experiência e cria uma marca própria. A marca faz sapatos e acessórios em couro maravilhosos e tem a sede em Kyiv. (IG: @kachorovska_atelier)

 

3. Katimo

A marca foca em uma alfaiataria clássica e atemporal que usa materiais nobres e foi fundada em 2015. Ela também é toda produzida em Kyiv e foi criada pela Katya Timoshenko quando ela não encontrou nas lojas da cidade um vestido que tinha imaginado. A idéia dela é que roupas atemporais nunca perdem a sua relevância e por isso tem apenas 2 coleções capsula anuais. (IG: @katimo)

 

4. Ienki Ienki

A marca foi fundada em Kyiv em 2016 pelo Dima Ievenko e produz casacos e roupas de inverno simplesmente maravilhosos e que eu desejei demais desde a primeira vez que fui impactada pela marca no IG. (IG: @ienki_ienki)

 

5. Vikele Studio

Outra marca de bolsas maravilhosas que também é produzida em um atelier próprio na Ucrânia. Navegar pelo IG da marca m e deixou cheia de desejos. (@vikelestudio)

 

6. Norba

A marca de loungewear e roupas esportivas foi criada em 2018 pelas irmãs Olha e Helen Norba. Aliás amei o termo que elas usaram para chamar as roupas que criam: essentialwear – roupas essenciais que podem ser usadas em qualquer ocasião. (IG: @norba.clothing)

 

7. Bevza

A designer ucraniana Svetlana Bevza é uma veterana e super conhecida na Ucrânia. Ela cria roupas de estilo minimalista e desfila suas coleções na NY Fashion Week há alguns anos. (IG: @bevza)

 

8. Vita Kin

A marca é super influenciada pela herança cultural ucraniana de sua designer, em especial um tipo de bordado super tradicional chamado Vyshyvanka. (IG: @vitakin_originals)

 

9. Ruslan Baginskiy

A marca fundada em 2015 em Lviv e agora baseada em Kyiv faz chapéus maravilhosos produzidos de forma local e inspirados em vestimentas tradicionalmente ucranianas. (IG: @ruslanbaginskiy_hats)

 

1o. 91 Lab

A marca especializada em tricot e malharia de design contemporâneo e que usa muito a técnica de jacquard. A sua designer Anna Panchenko faz tricots sofisticados que combinam texturas e padronagens. (IG: @91lab_official)

  1. A cada texto seu que leio mais te admiro! Você consegue expressar o turbilhão de sentimentos que passam nas cabeças das pessoas que estão vivendo este século XXI , com pandemia e possibilidades de uma 3ª Guerra mundial! Um misto de pavor, pânico e uma letargia em não saber para o de olhar, correr ou talvez ficar ou não …
    Obrigada!!!

  2. A cada texto seu que leio mais te admiro! Você consegue expressar o turbilhão de sentimentos que passam nas cabeças das pessoas que estão vivendo este século XXI , com pandemia e possibilidades de uma 3ª Guerra mundial! Um misto de pavor, pânico e uma letargia em não saber para onde olhar, correr ou talvez ficar, ou não …
    Obrigada Camila Cilento!

POST A COMMENT